Em nome de Allah, O Misericordioso, O Misericordiador

A SIILHalal quer conectar você ao Mercado Halal

A SIILHalal quer conectar você ao Mercado Halal

O Mercado Halal mundial cresce ano a ano e reservamos aqui uma série de informações para que você possa se aprofundar nas projeções, características, exigências e significados deste segmento

Chapecó – Diversas razões atestam os números deste promissor mercado. Próspero e crescente, o Mercado Halal Mundial é composto atualmente por 1,8 bilhão de consumidores muçulmanos que buscam credibilidade e garantias de que um determinado produto esteja em linha com os preceitos da fé praticada.

Uma vasta gama de produtos dos mais variados segmentos industriais pode receber o Selo Halal. Por meio deste selo, o consumidor muçulmano passa ter certeza de que um determinado produto está dentro das exigências da religião e normas regulamentadoras, seja ela nacional ou internacionais.

Em resumo, somente pela identificação do Selo Halal é que o consumidor muçulmano passa a confiar na origem, qualidade e segurança de um determinado produto.

Mas o que é preciso para que uma empresa possa se enquadrar e acessar o mercado Halal?

Para ajudar com essas dúvidas, nós da SIILHalal - Certificação Halal Brazil, preparamos esta cartilha a fim elucidar sua empresa sobre os principais tópicos deste mercado e ajudar nos primeiros passos para a certificação Halal.

PRIMEIROS PASSOS!

Quando uma empresa está interessada em investir no Mercado Halal e quer certificar suas operações de um determinado produto lícito para consumo muçulmano, ela passará a ter acesso a este mercado de milhões de dólares. Em outras palavras, a Certificação Halal se torna uma espécie de passaporte para o mundo islâmico, podendo exportar ou mesmo comercializar seus produtos para a comunidade muçulmana no Brasil.

Atualmente, produtos certificados podem acessar público consumidor muçulmano composto por mais de 1,8 bilhão de pessoas ao redor do mundo. O Mercado Halal movimenta, segundo últimos dados da The State of Islamic Economic Report, US$ 4,8 trilhões ao ano e com expectativa de crescer 18% até 2024 nos mais diversos setores: alimentos, cosméticos, fármacos, vestuários, entretenimento, turismo e serviços financeiros. Por estas razões, e pela grande procura de empresas brasileiras querendo acessar o Mercado Halal, reservamos nas linhas abaixo tudo o que você precisa saber sobre o mercado.

O QUE SIGNIFICA HALAL?

Halal é o padrão ético e moral de ações lícitas, considerando o ambiente social, político, legislativo, econômico e religioso. O termo Halal significa “Lícito”, “permitido” por Allah (Deus) para o consumo.

E SE NÃO É HALAL, O QUE É?

O oposto de Halal é Haram: significa “ilícito” ou “proibido”, o que não é permitido pela religião islâmica.

POR DENTRO DOS SEGMENTOS DE MERCADO:

ALIMENTOS HALAL

O gasto de muçulmano com comida em 2021 aumentou 6,9%, de US$ 1,19 trilhão para US$ 1,27 trilhão e deve crescer 7,0% em 2022, atingindo US$ 1,67 trilhão em 2025, crescimento de 7,1% em quatro anos segundo dados de 2022 do Salam Gateway.

QUAIS SEGMENTOS INDÚSTRIAS PODEM SER CERTIFICADOS?

Produtos que podem receber o selo Halal são:

1) Carne de vacas, ovelhas, cabras, frango, etc., desde que tenham sido abatidos conforme os exigências islâmicas;

2) Leite (vacas, ovelhas, camelos e cabras);

3) Mel;

4) Peixe;

5) Plantas que não sejam tóxicas;

6) Vegetais frescos ou congelados;

7) Frutas frescas ou secas;

8) Legumes e sementes iguais ao amendoim como nozes, caju, avelãs, etc.;

9) Grãos como trigo, arroz, centeio, cevada, aveia, etc.

MERCADO DE CARNES HALAL

O Brasil é o país número no ranking de produção de carnes (bovina e frango) Halal. As exportações brasileiras de carne bovina e de frango Halal totalizaram 4,7 bilhões de dólares em 2021, de acordo com dados do governo compilados pela Abiec e ABPA.

CARNES PROIBIDAS

    ·Suína

    ·Cachorro

    ·Animais com presas longas

    ·Répteis

    ·Animais que se alimentam de carniça

PROCESSO DE ABATE HALAL

    1.O animal precisa estar vivo e em perfeitas condições físicas e sanitárias;

    2.A frente do animal é direcionada para Meca;

    3.Deve-se checar se a faca de metal está afiada e se é utilizada apenas para corte Halal;

    4.Imediatamente, antes de abater o animal, o sangrador diz “em nome de Alá, o mais misericordioso”;

    5.O sangrador degola, de uma única vez traqueia, esôfago, artérias e jugulares;

    6.O animal é pendurado para que o sangue seja retirado o mais rápido possível para evitar toxinas.

PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS HALAL

Cada vez mais a atenção para as informações contidas nas embalagens de produtos alimentícios ganha importância entre muçulmanos, principalmente entre os mais jovens.

Atualmente, as categorias de maior projeção no mercado de alimentos industrializados Halal são:

    ·Salsichas

    ·Hambúrgueres de frango e peru

    ·Peito cozido

    ·Empanados

    ·Nuggets

    ·Peixes

    ·Sardinhas

    ·Atum

    ·Salmão processado

    ·Salmão enlatado

    ·Lasanhas

ECONOMIA ISLÂMICA

O setor financeiro islâmico recuperou fortemente no primeiro semestre de 2021 após um ano difícil durante o auge da pandemia. A lucratividade do setor bancário islâmico se deu por conta de grandes fusões.

A Indonésia se destacou pelo aumento das Fintechs Islâmicas, com 241 empresas participantes. Este setor movimentou cerca de US$ 49 bilhões em 2020 com projeções de chegar a US$ 128 bilhões até 2025.

Regiões como o Oriente Médio e Norte da África se destacam por sediar startups que levantaram mais de US$ 1 bilhão em investimentos para financiamento de capital em 2020.

Os ativos financeiros islâmico foram avaliados em US$ 3,6 trilhões em 2021 e devem crescer 8% em 2022 e atingir US$ 4,9 trilhões em 2025.

TURISMO HALAL

O mercado de viagens e turismo Halal é outro em franco crescimento. Em 2020, devido a pandemia, o setor teve 70% de queda em comparação a média de anos anteriores, ou seja, mais de 1 bilhão de viajantes a menos. Contudo, diversos investimentos continuaram com a expectativa de recuperação. Em 2021 Dubai e Arábia Saudita continuaram seus investimentos no turismo Halal cientes da importância e diversificação dentro de suas economias e como parte de uma visão estratégica para 2030. Os gastos com o turismo Halal saíram de US$ 58 bilhões em 2020 para US$ 102 bilhões em 2021. É esperado crescimento de 50% em 2022 (US$ 154 bilhões) e atingir US$ 189 bilhões em 2025, ou seja, projeção de 16,5% nos próximos quatro anos.

TURISMO HALAL E O BRASIL

Mesmo com todas as belezas naturais, o país ainda está aquém de se torna referência por diversas razões. Isso porque, ao contrário de países como Tailândia, um dos principais destinos do turismo Halal, ou Japão que, após confirmação de ser o país sede os jogos Olímpicos de 2020, de forma organizada se preparou para receber e atender de forma ampla todas as necessidades dos turistas muçulmanos, mas paralisado pela pandemia.

Para que o Brasil passe a ser um destino referência do turismo Halal inúmeras adequações são necessárias. Para isso, algumas perguntas devem ser respondidas.

De acordo com os exemplos e experiência dos países supracitados, para se torna um destino referência para o turismo Halal é necessário adequação de inúmeras exigências, iniciando nos aeroportos. Estes locais contam com espaços para oração? Possuem estabelecimentos comerciais que servem produtos alimentícios Halal? Contam com áreas de higiene que atendam seus hábitos?

E ao sair do aeroporto? Quais locais de hospedagem são capazes de atender este público? Os hotéis possuem área de oração? Servem alimentos certificados?

E os passeios? Os pontos turísticos estão adequados para receber este tipo de turista? Em caso de emergência as cidades estão aptas para dar assistência médica de acordo com os preceitos da fé praticada?

Esses são alguns exemplos que comprovam que não basta força de vontade, é necessário olhar para o todo e quão complexo representa se adequar para que o Brasil se torne referência de destino do turismo Halal.

Desde 2018 a SIILHalal estuda meios para viabilizar este processo, para que os atores deste mercado, de forma conjunta, através de órgãos oficiais, associações e iniciativa privada viabilizem o acesso do país a este mercado promissor, a exempli de Tailândia e Japão.

COSMÉTICOS HALAL

O setor de cosméticos Halal tem se mantido bem. Novas marcas foram lançadas e players de mercado expandiram seus portfólios de produtos, com a Wardah da Indonésia, por exemplo, por meio da sua linha Kahf destinada para o público masculino.

Indonésia, Malásia e Ásia Oriental a cada ano solidificam sua posição neste mercado. Por outro lado, empresas sul-coreanas também buscam obter certificação Halal para seus produtos com o objetivo de atrair compradores muçulmanos de cosméticos.

Cosméticos Halal também crescem nos mercados do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC), marcas como Shade M Beauty vem alcançando clientes por meio de plataformas de comércio eletrônico e lojas de varejo. A crescente demanda dos consumidores por inclusão e diversidade em cosméticos vem se provando promissora.

O gasto médio por muçulmano com cosméticos aumentou 6,8% em 2021, de US$ 65 bilhões a US$ 70 bilhões, e deve crescer em mais 7,2% em 2022, ou seja, atingirá US$ 75 bilhões e a previsão é chegar a US$ 93 bilhões em 2025.

MÍDIA E ENTRETENIMENTO HALAL

O gasto médio de muçulmanos em mídia aumentou 7,2% em 2021, de US$ 216 bilhões para US$ 231 bilhões, e deve crescer mais 7,5% em 2022 (US$ 249 bilhões). A previsão do mercado e atingir US$ 308 bilhões em 2025.

Esta publicação foi elaborada através de pesquisas online em diferentes meios especializados, entre eles: consultorias, sites especializados e meios de imprensa.

Sobre a SIILHalal: Fundada em 1º de abril de 2008, a SIILHalal é uma empresa especializada em Serviço de Inspeção Islâmica que atua como Certificadora Halal. O trabalho inicia desde o projeto da linha de produção até a embalagem de produtos permitidos para consumo islâmico, assim como na fiscalização dentro das normas internacionais e regras do Alcorão Sagrado e Jurisprudência Islâmica.

Obter a certificação Halal
Islamic Inspection Service - SIILHalal
+55 (49) 3323.1224
+55 (49) 3311.8588
Av. Fernando Machado esquina com a
Rua Duque de Caxias
Edifício IL Centenário, 141E - Sala 1504 - Bairro Centro
Chapecó - Santa Catarina - Brasil
CEP: 89.802-112
© Copyright 2021. Todos os direitos reservados.